Uma massa ensurdecedora de magma sónica, uma guitarra fuzz épica, um baixo e uma bateria sem tréguas. Um power trio saído da garagem, um gosto pelo psicadelismo dos 70’s, free jazz, kraut e space rock q.b.

Voilá, os Slift. Directamente de Toulouse para Leiria, inspirados em ficção científica e ilustração para criarem uma parede de som, energia, nervos e riffs hipnóticos.

Power on, e rock à séria, afinal estes meninos já partilharam palcos com não menos que sua excelência Ty Segall.