Jhon Douglas é tropical e caleirão de emoções, é mato e mensagem.

São reflexões que falam do uso das tecnologias e o comportamento falso de nos mantermos atualizados. Canções que questionam a nossa geração, criando a dualidade entre continentes: o velho mundo e a sua terra natal na Amazónia. Diferenças sobre as realidades artísticas e culturais.