Cantor, compositor, letrista, contista e dramaturgo, JP Simões edita álbuns desde 1995, com Pop Dell’Arte, Belle Chase Hotel, Quinteto Tati e a solo ou em colaboração com outros compositores.

COMPRAR BILHETE

O seu último álbum em nome próprio, Roma, foi editado em 2013 e mereceu uma longa digressão nacional e internacional. Em 2016 lançou “Tremble Like a Flower”, em nome do seu alter-ego “Bloom”. Vimo-lo numa passagem arrepiante e meteórica no Festival da Canção e queríamos a sua vitória.

Dele diz-se que é um poço de reinvenção, pois tanto muda o nome, a língua, as referências e o estilo musical de um projeto ao outro. Arrepiante, errante e um exímio contador de histórias, JP Simões tem a graça na voz e na guitarra e um repertório que atravessa alguns dos momentos chave das últimas décadas da música portuguesa.